História

História da Haloterapia

    Vários textos antigos chineses, bem como várias passagens na Bíblia, fazem referências ao uso do sal para diversos fins medicinais. Hoje, o sal continua a ser usado como uma terapia alternativa efetiva que cura várias doenças respiratórias. 

    Hipócrates, pai da medicina, foi conhecido por usar sal na cura de problemas respiratórios dos seus pacientes. Passou então a terapia com sal a ser usada para aliviar problemas respiratórios e os pacientes foram sendo curados por este produto. 

    A Haloterapia tem sido predominante nos países da Europa Oriental e a sua utilização aumentou durante a idade média. No entanto, só agora é que esta terapia se está a disseminar pelo Ocidente. 

    A popularidade da terapia com sal apareceu no século XIX, observando que os trabalhadores das minas de sal polacas tinham menos problemas respiratórios do que a restante população. Na década de 90 que alguns cientistas tentaram replicar essas condições acima do solo. Esta progressão constante do tratamento levou à produção de testes científicos com resultados positivos. Foi nesta altura que se estabeleceu o primeiro centro de cura na Polónia, Velicko, para tratar as várias doenças mencionadas, especialmente a asma. 

    O poder de cura do sal foi observado igualmente no fim da segunda guerra mundial, nos abrigos subterrâneos. Mais tarde, foram abertos muitos sanatórios para asmáticos em cavernas de sal naturais, na Alemanha, Suíça, Hungria, Bulgária e Jugoslávia.